Construção

Como deixar o piso ANTIDERRAPANTE

Como deixar o piso ANTIDERRAPANTE

Você sabe como deixar o piso ANTIDERRAPANTE? Já escolheu um piso para o seu apartamento só porque você achou  muito bonito e depois pensou que ele ficou muito escorregadio ou ainda você ainda não instalou o piso por que está com um pouco de medo  que ele tenha esse problema de se tornar muito escorregadio

Existem vários fatores na nossa casa que podem causar acidentes domésticos principalmente se você tem crianças,  idosos  ou portadores de necessidades  especiais na sua casa e escolher o piso errado é um desses motivos e fatores que  podem ocasionar esse acidente.

Como você pode escolher os pisos para que eles não causem risco

Como é que você pode escolher  os pisos  para que eles não causam esse risco  pra você e para sua família e pessoas que você gosta ou se você  ja tem um piso que você já colocou se é possível ou não  torná lo antiderrapante.

Os pisos antiderrapantes são aqueles que tenham a superfície mais  áspera com alguma textura ou alguma  coisa nesse sentido que evita obviamente  a questão do escorregão  e as áreas  que  mais podem trazer esses riscos que geralmente são áreas molhadas como  banheiro, cozinha e área de serviço além das áreas externas da sua casa como uma  piscina uma varanda que pode receber chuva.

Existem uma infinidade de produtos no mercado que  você pode utilizar,  esses pisos costumam ter  muita textura e isso costuma ser meio chatinho pra você limpar no dia  a dia, na verdade essa é a maior  desvantagem  desse pisso por isso ao comprar qualquer um  desses pisos  que vou falar aqui pra  você  deve  avaliar bem  porque  a limpeza pode ser algo que vai  incomodar muito e acabar deixando  muito bravo muito no dia a dia e é  bom dizer também que dependendo do  fabricante essas texturas elas podem  variar de peça para peça.

projeto piscina piso anti- derrapante
Projeto piscina piso anti- derrapante

Piso cerâmico são  antiderrapantes?

Sim existem pisos cerâmicos que são antiderrapantes, mas avalie direitinho se a questão do tráfego dele no esmalte  é compatível com o local onde você quer colocar, por exemplo, se botar um piso de um PEI muito baixo numa garagem com  certeza não vai aguentar por muito tempo.

Porcelanato esmaltado eles também podem  ter uma textura  é muito importante  você ver essa questão da resistência do PEI  dele, pois pode ter o mesmo problema  dos pisos cerâmicos,

Tem também os  porcelanatos acetinados que  são muito  utilizados em parte interna, por exemplo, banheiros e cozinha piso que recebem sem  polimento eles não são tão antiderrapantes, porém são melhores ainda que os porcelanatos polidos que  são realmente muito escorregadio.

Quais pedras podem ser usadas paro o piso ser antiderrapante?

As pedras que podem receber acabamentos mais texturizados que é o  caso, por exemplo, do nomeado o apicoado 3mi, tem um granilite, mas tem que o  modelo fulget porque o  modelo polido pode sim se tornar  escorregadia e ele geralmente é muito  utilizado para áreas externas por conta dessa característica mesmo de ser  mais rugoso de ter mais textura.

Tem as resinas muitas delas inclusive são utilizados para fazer porcelanato líquido e   existem modelos diferentes que são usados tanto para a parte interna com para  a parte externa eles podem ter  adições na sua solução que deixam a  resina mais, antiderrapante.

como deixar o piso antiderrapante blog 1

Além desses  também temos os pisos emborrachados que tem essa característica de   antiderrapante e os pisos comentício, existem  também opções de  você utilizar o carpete ou então  fitas antiderrapantes e essas fitas  adesivas podem ser utilizados, por exemplo, dentro do box  ou no degrau  das escadas,

O único problema e o cuidado que  você tem que ter com elas é  que  geralmente  têm que ser trocados periodicamente, pois  eles acabam se desgastando com o  tempo.

Quais pedras podem ser usadas paro o piso ser antiderrapante?

Existe no mercado um produto que  pode ser aplicado sobre os pisos  cerâmicos, porcelanato,  pedras  como  mármores, granitos polidos, cimento  queimado entre outros  que podem deixar o piso antiderrapante.

É uma  resina  um reagente químico que ao  ser aplicado na superfície do piso  cria  uma espécie de uma camada de algumas  leves texturas que evitam os escorregões  e esses produtos não são difíceis de você encontrar, costumam ser baratos  geralmente você mesmo pode aplicar obviamente que seguiam todas as instruções.do fabricante.

A durabilidade dele pode variar muito de  acordo com o uso e a manutenção do piso  no dia a dia, ela pode ser de 5 anos ou mais, ou no caso de uma aplicação  especializada e com uma empresa que só faz isso pode durar muito  mais tempo.

É muito bom dizer que  muitos desses produtos têm um efeito  meio que permanente no seu piso então se você for aplicar saiba que depois não dá  pra simplesmente tirar esse efeito antiderrapante do seu piso é  bom você dar uma verificada na maca do produto, porque existem alguns  deles inclusive que podem mudar a tonalidade dos seus pisos podem tirar o brilho ou deixar algumas manchas.

QUER DEIXAR SEU PISO ANTIDERRAPANTE? CONTRATE NOSSO SERVIÇO DE MÃO-DE-OBRA ESPECIALIZADA EM REFORMAS E PINTURAS

Lembre-se  sempre valoriza o seu  sonho contrate um arquiteto.

.

5 dicas escritorio

5 Dicas Para Projetos De Escritórios Corporativos

Planta para o escritório corporativo

Arquitetura Plantas Casas

Você sabe como escolher planta de casa que se adeque a legislação do seu município? Então hoje você conhecer um pouco mais sobre parâmetros de zoneamento, uso e ocupação do solo e ainda conferir diversos modelos de plantas de casas de quedas para diferentes tipos de terrenos.

Plantas de Casas – Os Parâmetros de Uso e Ocupação do Solo

Antes mesmo de construir ou ainda de fazer o projeto de casa é preciso conhecer os parâmetros de uso e ocupação do solo, são leis que determinam a viabilidade de construção no terreno segundo critérios municipais, estaduais e até nacionais.

Esses parâmetros estabelecem, por exemplo, qual o afastamento frontal e lateral dos projetos de casas, qual a distância mínima para poder colocar uma abertura no projeto, quantos andares se pode construir e até qual a proporção do terreno se pode ocupar.

Você encontra esses parâmetros na guia amarela do seu terreno, lá vai ter as indicações de todos esses parâmetros bem como o tipo de construção permitida.

Além desses parâmetros é preciso atender as normas técnicas construtivas, aquelas NBR e NB, que garantem que o projeto seja adequado para o uso humano.

Plantas de Casas –  O Terreno

As plantas de casa são definidas com base na análise dos parâmetros do terreno, assim é possível estabelecer quantos andares podem ser construídos, qual a metragem máxima da casa e muitas vezes isso acaba condicionando até os modelos de casas.

Por exemplo, se o terreno é estreito e profundo (retangular), mas é possível construir mais pavimentos ao invés de projetar uma planta de casa térrea a melhor opção para aumentar a área construída seria uma planta de casa duplex, tríplex ou ainda quadriplex.

Claro que uma casa com mais de quatro andares já vai exigir um elevador para facilitar o deslocamento.

Agora, imagine o contrário, um imenso terreno quadrado, uma planta de casa comprida não se adequaria ao terreno, ficaria perdida no meio do lote. Neste caso uma planta de casa térrea poderia ser uma opção para ocupar melhor o espaço disponível.

Planta do pavimento superior da Casa SN, em Londrina no Paraná. Projeto do Studio Guilherme Torres.

Ou ainda, o arquiteto poderia projetar uma casa de 2 andares com um pátio interno, para ganhar mais iluminação e ventilação natural.

Outra questão importante ao definir a planta de casas é o desnível do terreno, claro que é mais fácil projetar em terrenos planos, mas quando o terreno é inclinado, seja um declive ou aclive, é possível encontrar soluções arquitetônicas bem bacanas para o projeto.

Às vezes um terreno irregular possibilita vantagens como vistas privilegiadas, ou ainda um ganho maior de privacidade.

Se você já tem um terreno não tem problema, mas se ainda não tem e pretende adquirir para construir a sua casa, uma dica valiosa é contratar o arquiteto e pedir assessoria para escolher o terreno. Ele pode te orientar sobre qual o melhor tipo de terreno de acordo com a sua expectativa de projeto.

Considerando fatores como a orientação solar, a ventilação urbana, as soluções para amenizar o ruído urbano e várias outras questões que envolvem a escolha do terreno e que um corretor de imóveis não analisa para você.

Mas, se já tem um terreno o arquiteto pode definir junto com você onde setorizar cada ambiente da sua casa de acordo com a orientação solar e de acordo com as vistas da paisagem externa.

Estes são dois fatores bem importantes na hora de definir a planta de casa: orientação solar e a paisagem externa, o entorno do terreno.

Planta de Casa e Orientação Solar

Você já deve ter escutado alguma vez na sua vida alguém dizer assim: imóveis com face leste ou norte são melhores. E o que isso quer dizer?

Quer dizer que os ambientes que possuem janelas a leste vão receber o sol da manhã, que é ideal para que o seu quarto seja saudável, essa irradiação solar ajuda a combater mofos e bactérias que são prejudiciais à saúde das pessoas.

Já na posição norte os ambientes recebem luz durante todo o dia, o sol nasce a leste e se põe a oeste, inclinado para o norte (no caso do Brasil). A orientação norte é favorável em regiões frias e desfavorável em regiões quentes do Brasil.

Só que tem uns parênteses bem grande sobre a orientação solar, em um projeto de casa existem inúmeras possibilidades para posicionar as janelas, para o norte, sul, leste e oeste. Tudo vai depender do projeto arquitetônico do arquiteto e da necessidade do cliente.

Digamos que um terreno em Curitiba (frio) tenha face sul na parte da frente do terreno e norte nos fundos. Ao projetar a planta da casa o arquiteto pode manter os quartos voltados para o fundo do terreno, com iluminação natural norte, ou ainda posicionar os quartos para leste, que seria a orientação ideal. Claro que vai depender do tipo do terreno, da planta desenvolvida pelo arquiteto e das soluções para controle térmico.

A orientação dos ventos dominantes também é outro fator a ser estudado pelo profissional de arquitetura ao projetar uma residência

Open chat
Posso ajudar?