Construção

Como deixar o piso ANTIDERRAPANTE

Como deixar o piso ANTIDERRAPANTE

Você sabe como deixar o piso ANTIDERRAPANTE? Já escolheu um piso para o seu apartamento só porque você achou  muito bonito e depois pensou que ele ficou muito escorregadio ou ainda você ainda não instalou o piso por que está com um pouco de medo  que ele tenha esse problema de se tornar muito escorregadio

Existem vários fatores na nossa casa que podem causar acidentes domésticos principalmente se você tem crianças,  idosos  ou portadores de necessidades  especiais na sua casa e escolher o piso errado é um desses motivos e fatores que  podem ocasionar esse acidente.

Como você pode escolher os pisos para que eles não causem risco

Como é que você pode escolher  os pisos  para que eles não causam esse risco  pra você e para sua família e pessoas que você gosta ou se você  ja tem um piso que você já colocou se é possível ou não  torná lo antiderrapante.

Os pisos antiderrapantes são aqueles que tenham a superfície mais  áspera com alguma textura ou alguma  coisa nesse sentido que evita obviamente  a questão do escorregão  e as áreas  que  mais podem trazer esses riscos que geralmente são áreas molhadas como  banheiro, cozinha e área de serviço além das áreas externas da sua casa como uma  piscina uma varanda que pode receber chuva.

Existem uma infinidade de produtos no mercado que  você pode utilizar,  esses pisos costumam ter  muita textura e isso costuma ser meio chatinho pra você limpar no dia  a dia, na verdade essa é a maior  desvantagem  desse pisso por isso ao comprar qualquer um  desses pisos  que vou falar aqui pra  você  deve  avaliar bem  porque  a limpeza pode ser algo que vai  incomodar muito e acabar deixando  muito bravo muito no dia a dia e é  bom dizer também que dependendo do  fabricante essas texturas elas podem  variar de peça para peça.

projeto piscina piso anti- derrapante
Projeto piscina piso anti- derrapante

Piso cerâmico são  antiderrapantes?

Sim existem pisos cerâmicos que são antiderrapantes, mas avalie direitinho se a questão do tráfego dele no esmalte  é compatível com o local onde você quer colocar, por exemplo, se botar um piso de um PEI muito baixo numa garagem com  certeza não vai aguentar por muito tempo.

Porcelanato esmaltado eles também podem  ter uma textura  é muito importante  você ver essa questão da resistência do PEI  dele, pois pode ter o mesmo problema  dos pisos cerâmicos,

Tem também os  porcelanatos acetinados que  são muito  utilizados em parte interna, por exemplo, banheiros e cozinha piso que recebem sem  polimento eles não são tão antiderrapantes, porém são melhores ainda que os porcelanatos polidos que  são realmente muito escorregadio.

Quais pedras podem ser usadas paro o piso ser antiderrapante?

As pedras que podem receber acabamentos mais texturizados que é o  caso, por exemplo, do nomeado o apicoado 3mi, tem um granilite, mas tem que o  modelo fulget porque o  modelo polido pode sim se tornar  escorregadia e ele geralmente é muito  utilizado para áreas externas por conta dessa característica mesmo de ser  mais rugoso de ter mais textura.

Tem as resinas muitas delas inclusive são utilizados para fazer porcelanato líquido e   existem modelos diferentes que são usados tanto para a parte interna com para  a parte externa eles podem ter  adições na sua solução que deixam a  resina mais, antiderrapante.

Além desses  também temos os pisos emborrachados que tem essa característica de   antiderrapante e os pisos comentício, existem  também opções de  você utilizar o carpete ou então  fitas antiderrapantes e essas fitas  adesivas podem ser utilizados, por exemplo, dentro do box  ou no degrau  das escadas,  

O único problema e o cuidado que  você tem que ter com elas é  que  geralmente  têm que ser trocados periodicamente, pois  eles acabam se desgastando com o  tempo.

Quais pedras podem ser usadas paro o piso ser antiderrapante?

Existe no mercado um produto que  pode ser aplicado sobre os pisos  cerâmicos, porcelanato,  pedras  como  mármores, granitos polidos, cimento  queimado entre outros  que podem deixar o piso antiderrapante.

É uma  resina  um reagente químico que ao  ser aplicado na superfície do piso  cria  uma espécie de uma camada de algumas  leves texturas que evitam os escorregões  e esses produtos não são difíceis de você encontrar, costumam ser baratos  geralmente você mesmo pode aplicar obviamente que seguiam todas as instruções.do fabricante.

A durabilidade dele pode variar muito de  acordo com o uso e a manutenção do piso  no dia a dia, ela pode ser de 5 anos ou mais, ou no caso de uma aplicação  especializada e com uma empresa que só faz isso pode durar muito  mais tempo.

É muito bom dizer que  muitos desses produtos têm um efeito  meio que permanente no seu piso então se você for aplicar saiba que depois não dá  pra simplesmente tirar esse efeito antiderrapante do seu piso é  bom você dar uma verificada na maca do produto, porque existem alguns  deles inclusive que podem mudar a tonalidade dos seus pisos podem tirar o brilho ou deixar algumas manchas.

QUER DEIXAR SEU PISO ANTIDERRAPANTE? CONTRATE NOSSO SERVIÇO DE MÃO-DE-OBRA ESPECIALIZADA EM REFORMAS E PINTURAS

Lembre-se  sempre valoriza o seu  sonho contrate um arquiteto.

.

5 Dicas Para Projetos De Escritórios Corporativos

 Escritórios Corporativos: Conheça Agora As 5 Melhores  Dicas Para Elaborar Projetos De Interiores Para Escritórios Corporativos No Rio De Janeiro:

  1. Conheça Bem O Seu Cliente

Cada Empresa Tem As Suas Particularidades, É Baseado Nelas Que Você Vai Elaborar O Projeto Ideal.

Portanto, Para Começar É Preciso Ter Uma Boa Conversa Com O Proprietário E Fazer Uma Visita In Loco Para Obter Conhecimentos Aprofundados.

É Necessário Levantar Informações Sobre As Atividades Desempenhadas Diariamente.

 Esse Será O Norte Do Projeto Para Entender O Que Deve Conter Nele De Forma A Atender O Proprietário Da Maneira Mais Completa Possível.

Laboratórios Desempenham Atividades Diferentes De Uma Fábrica De Cervejas, Portanto, As Cores E Os Móveis Usados Para Compor O Projeto De Arquitetura Corporativa São Totalmente Diferentes, Em Como A Estrutura Física Do Local.

Além Disso, É Preciso Verificar Qual A Cultura Da Empresa No Que Diz Respeito À Execução Das Tarefas.

Saber Se Preferem Um Estilo Tradicional De Colaboradores Separados Ou A Nova Tendência Que Promove A Interação E A Mobilidade Em Um Ambiente Colaborativo Muito Menos Formal, Sem Deixar De Ser Profissional, Também É Muito Importante.

Cada Vez Mais Empresas Estão Adotando O Estilo Home Office De Prestação De Serviço, Portanto, Há Menos Necessidade De Espaços Muito Amplos.

Dar Atenção Especial À Necessidades Dos Colaboradores É De Fundamental Importância Para Que Eles Se Sintam Valorizados E Como Parte Integrante Do Negócio, Por Isso Os  Projetos De Arquitetura Corporativa Devem Ser Seguros, Ergonômicos E Confortáveis.

Projeto corporativo laborvida
Projeto corporativo laborvida rio de janeiro
  1. Visão, Missão E Valores

Os Projetos De Interiores Para Escritórios Corporativos No Rio De Janeiro Precisam Seguir Esses Três Conceitos Durante Todo O Processo, Seja Na Elaboração Ou Na Execução Da Obra.

As Dependências Da Empresa Devem Representar De Forma Concreta Qual A Visão Da Empresa, Aonde Ela Quer Chegar, Ou Seja, Sua Missão E Seus Valores.

Ou Seja, O Prédio E Os Móveis Devem Ser Coerentes Com A Dinâmica Da Empresa E Servir Também Como Reforço De Marca, Agregando Valor Ao Empreendimento.

Imagine Um Escritórios De Engenharia Que Seja Planejado, Mal Aca

 

bado E Que Ofereça Riscos À Integridade Física Dos Colaboradores E Clientes. Como As Pessoas Veriam Esse Negócio E Qual Crédito Dariam Para Ele? É Importante Pensar Nisso.

projeto corporativo BIP
projeto corporativo BIP
  1. Funcionalidade De Cada Ambiente

O Ambiente Corporativo É Dividido Em Vários Ambientes Internos Para Atender As Demandas De Acordo Com A Atividade Que A Empresa Desempenha.

Por Isso, Existem As Salas De Reuniões, Os Espaços Para Execução Das Tarefas, A Recepção, Sala Da Diretoria E Muitas Outras.

É Importante Conhecer A Funcionalidade De Cada Ambiente Para Se Adequar O Projeto De Arquitetura Corporativa Às Necessidades Da Empresa.

Alguns Ambientes Precisam, Por Exemplo, De Mais Tomadas E Interruptores,Como É Caso De Espaços Com Muitos Computadores E Impressoras,  Enquanto Que Outros,  Precisam Ser Adequados Pois Funcionarão Como Cozinha Para Os Colaboradores.

Os Projetos De Interiores Para Escritórios Corporativos No Rio De Janeiro Atendem Todos Esses Requisitos, Por Isso São Completos E Sempre Agradam.

  1. Conforto E Beleza

O Desafio De Elaborar Projetos De Interiores Para Escritórios Corporativos No Rio De Janeiro Só Pode Ser Enfrentado Por Profissionais Altamente Capacitados E Experientes, Pois Além De Atender Todas As Exigências Citadas Acima, Ele Precisa Apresentar Um Resultado Bonito.

O Ambiente Corporativo Precisa Ser Ergonômico E Seguro, Sem Nunca Abrir Mão Do Conforto E Da Beleza.

Colaboradores E Clientes, Bem Como Os Visitantes Devem Se Sentir Acolhidos Por Um Local Confortável E Serem Impactados Pela Beleza.

  1. Contrate Um Profissional

Somente O Arquiteto Sabe Aplicar As Técnicas De Construção E As Habilidades Artísticas Para Deixar Seu Escritórios Corporativos Devidamente Adequado À Rotina Da Empresa.

Sendo Assim, Nunca Coloque O Projeto De Construção Ou Reforma Nas Mãos De Profissionais Que Não Sejam Devidamente Habitados Para Não Correr O Risco De Não Conseguir Resultados Satisfatórios.

Valorize Sua Empresa Contratando Um Profissional Que Seja Especializado Na Elaboração De Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro E Que Tenha Experiência Comprovada.

Conheça De Perto Seu Trabalho Para Ter A Certeza Que Fez A Melhor Escolha.  

Etapas Dos Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro

Muitas Pessoas Não Sabem, Mas, Para Elaborar Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro É Preciso Seguir Algumas Etapas Importantes Para Que Profissionais E Empresários Obtenham O Resultado Esperado.

Conheça Agora Quais Elas:

  1. Briefing

A Etapa Do Briefing É A Mais Importante De Todas, Pois É Nela Que Serão Passadas Todas As Informações E Instruções Necessárias Para Elaborar Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro.

Todos Os Questionamentos Devem Ser Feitos Nesse Momento Para Que Profissionais E Clientes Entendam A Dinâmica De Trabalho E As Necessidades Que Precisam Ser Atendidas.

A Visita Ao Terreno Onde A Obra Será Edificada Para Analisar As Condições E Como A Construção Deverá Ser Feita, Também É Um Momento Que Está Dentro Do Briefing.

  1. Pré – Projeto

Esse É O Momento Em Que O Cliente Recebe Uma Prévia Do Projeto Contendo A Primeira Proposta Para Ser Avaliada, Alterada Quando Necessário E Em Seguida Aprovada.

Nesse Momento O Profissional Deve Apresentar  As Perspectivas Em 3D, As Plantas Humanizadas E Os Layouts Conceituais.

É Importante Lembrar Que A Execução Dessa Parte Depende De Todas As Informações Que Foram Levantadas No Briefing.

Por Isso, É Necessário Que Ele Seja Bastante Detalhado E As Conversas Para Levantar As Informações Sejam Bastante Objetivas.

Nessa Etapa Devem Ser Consideradas Todas As Ações Voltadas Para A Sustentabilidade Da Obra Desde O Início De Sua Execução Até O Edifício Pronto.

Outra Informação Que Deve Ser Considerada E Que Também É De Grande Importância É A Questão Do Conforto, Que Inclui A Ventilação E A Iluminação Do Ambiente.

Além É Claro, Da Economia Que Consiste Numa Boa Relação Custo-Benefício, O Que Envolve A Qualidade, O Preço E A Durabilidade Dos Materiais Que Serão Utilizados Na Obra.

Após Todas Essas Análises, Se Houver Alterações E Adequações Elas Devem Ser Feitas De Maneira A Deixar O Projeto Perfeito.

  1. Registro Do Projeto

Essa É Uma Etapa Muito Importante Na Elaboração Dos Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro E Não Deve Jamais Ser Ignorada Para Evitar Dores De Cabeça Posteriores.

É Preciso Apresentar À Prefeitura De Sua Cidade Um Projeto Completo Que Deve Conter No Mínimo Os Seguintes Documentos:

  • Projeto Básico;
  • Projetos Complementares: Hidráulico, Elétrico, Estrutural, Entre Outros Que Forem Necessários;
  • Plantas De Implantação;
  • Plantas De Situação;
  • Perfis Transversais E Longitudinais Do Terreno;
  • Fachada Frontal;
  • Planta De Cobertura;
  • Cálculos De Área;
  • Quadro De Esquadrias;
  • Acabamento;
  • Registro E Responsabilidade Técnica Dos Projetistas Envolvidos.

As Exigências Podem Variar De Um Município Para Outro, No Entanto, Esses Documentos São Os Mais Exigidos.

Somente Após A Apresentação, Sua Obra Poderá Obter Os Alvarás E Licenças Para Começar A Ser Executada.

É Também Nessa Etapa Que São Feitos Os Registros Jurídicos E Cadastrais Do Imóvel, O Que Envolve O Pagamento De Taxas Para Que Tudo Seja Legalizado.

  1. Fornecedores Para Execução Da Obra

Após A Aprovação Do Cliente E O Registro Legal Da Obra É O Momento De Fazer A Compra Dos Materiais Para A Execução Dos Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro.

Alguns Clientes Exigem Que A Lista De Fornecedores Seja Apresentada Junto Ao Projeto Para Ser Aprovado.

No Entanto, Essa É Uma Questão Que Varia De Acordo Como Que Foi Combinado, Além Da Confiança Depositada No Profissional Contratato.

Se Ele É Responsável E Experiente Saberá Que Nem Mesmo O Projeto Mais Lindo E Perfeito Trará Resultados Satisfatórios Se Durante A Execução Da Obra, Forem Usados Materiais De Baixa Qualidade.

Portanto, Terá Total Atenção Ao Escolher Os Fornecedores Para A Execução De Sua Obra.

  1. Acompanhamento E Gerenciamento De Obra

Essa É A Última E Mais Importante Etapa. Com O Projeto Em Mãos É Necessário Que O Arquiteto Responsável Contrate Os Profissionais Adequados Para A Execução Da Obra.

Além Disso, É Preciso Que Ele Acompanhe E Gerencie Todo O Processo Para Garantir Fidelidade Ao Projeto, A Economia Na Execução Da Obra E O Respeito Ao Limite De Tempo.

Ademais, O Acabamento E As Instalações Hidráulicas E Elétricas Também Fazem Parte Do Projeto E Precisam Ser Executadas Para Garantir O Resultado Desejado.

Portanto, Projetos De Interiores Para Escritório Corporativo No Rio De Janeiro, 

Escritório de arquitetura Rio de Janeiro: equipe de arquitetos do escritório Gelker Ribeiro

A equipe do escritório de arquitetura Rio de Janeiro Gelker Ribeiro é composta por profissionais devidamente habilitados e altamente capacitados para elaborar o melhor projeto de construção para a sua casa.
Nosso escritório de arquitetura Rio de Janeiro elabora projetos de piscinas e  arquitetura corporativa,
 

Além de projetos institucionais, salas comerciais, conjuntos comerciais e projetos arquitetônicos de lojas comerciais no Rio de Janeiro.
Trabalhamos também na construção e reformas de casas nos estilos modernos e contemporâneos.  
Somos a equipe mais indicada para fazer o projeto de sua casa.
Estamos dispostos a atender as suas necessidades e desejos para transformar o seu espaço em um ambiente belo, moderno e acolhedor.

 

A equipe de profissionais do escritório de arquitetura Rio de Janeiro trabalha com excelência e qualidade por um preço que cabe no seu bolso.
Além da elaboração de projetos de casas, comércios e ambientes corporativos de qualidade, fazemos a gestão completa de sua obra de construção ou reforma acompanhando cada etapa para garantir a fidelidade ao seu orçamento. 

 

Somos profissionais experientes na elaboração e execução de grandes projetos no estilo contemporâneo, por isso garantimos a satisfação do nosso cliente.
Se você está buscando profissionais competentes para elaborar o seu projeto de construção da sua casa para obter o financiamento de obra pela caixa, entre em contato hoje mesmo pelo telefone (21) 979449-6666. (whats app).

Somos especialistas em projetos de casa moderna, os projetos elaborados pelo escritório de arquitetura Rio de Janeiro, podem ser executados com total garantia de resultados satisfatórios.

Planta para o escritório corporativo

Arquitetura Plantas Casas

Você sabe como escolher planta de casa que se adeque a legislação do seu município? Então hoje você conhecer um pouco mais sobre parâmetros de zoneamento, uso e ocupação do solo e ainda conferir diversos modelos de plantas de casas de quedas para diferentes tipos de terrenos.

Plantas de Casas – Os Parâmetros de Uso e Ocupação do Solo

Antes mesmo de construir ou ainda de fazer o projeto de casa é preciso conhecer os parâmetros de uso e ocupação do solo, são leis que determinam a viabilidade de construção no terreno segundo critérios municipais, estaduais e até nacionais.

Esses parâmetros estabelecem, por exemplo, qual o afastamento frontal e lateral dos projetos de casas, qual a distância mínima para poder colocar uma abertura no projeto, quantos andares se pode construir e até qual a proporção do terreno se pode ocupar.

Você encontra esses parâmetros na guia amarela do seu terreno, lá vai ter as indicações de todos esses parâmetros bem como o tipo de construção permitida.

Além desses parâmetros é preciso atender as normas técnicas construtivas, aquelas NBR e NB, que garantem que o projeto seja adequado para o uso humano.

Plantas de Casas –  O Terreno

As plantas de casa são definidas com base na análise dos parâmetros do terreno, assim é possível estabelecer quantos andares podem ser construídos, qual a metragem máxima da casa e muitas vezes isso acaba condicionando até os modelos de casas.

Por exemplo, se o terreno é estreito e profundo (retangular), mas é possível construir mais pavimentos ao invés de projetar uma planta de casa térrea a melhor opção para aumentar a área construída seria uma planta de casa duplex, tríplex ou ainda quadriplex.

Claro que uma casa com mais de quatro andares já vai exigir um elevador para facilitar o deslocamento.

Agora, imagine o contrário, um imenso terreno quadrado, uma planta de casa comprida não se adequaria ao terreno, ficaria perdida no meio do lote. Neste caso uma planta de casa térrea poderia ser uma opção para ocupar melhor o espaço disponível.

Planta do pavimento superior da Casa SN, em Londrina no Paraná. Projeto do Studio Guilherme Torres.

Ou ainda, o arquiteto poderia projetar uma casa de 2 andares com um pátio interno, para ganhar mais iluminação e ventilação natural.

Outra questão importante ao definir a planta de casas é o desnível do terreno, claro que é mais fácil projetar em terrenos planos, mas quando o terreno é inclinado, seja um declive ou aclive, é possível encontrar soluções arquitetônicas bem bacanas para o projeto.

Às vezes um terreno irregular possibilita vantagens como vistas privilegiadas, ou ainda um ganho maior de privacidade.

Se você já tem um terreno não tem problema, mas se ainda não tem e pretende adquirir para construir a sua casa, uma dica valiosa é contratar o arquiteto e pedir assessoria para escolher o terreno. Ele pode te orientar sobre qual o melhor tipo de terreno de acordo com a sua expectativa de projeto.

Considerando fatores como a orientação solar, a ventilação urbana, as soluções para amenizar o ruído urbano e várias outras questões que envolvem a escolha do terreno e que um corretor de imóveis não analisa para você.

Mas, se já tem um terreno o arquiteto pode definir junto com você onde setorizar cada ambiente da sua casa de acordo com a orientação solar e de acordo com as vistas da paisagem externa.

Estes são dois fatores bem importantes na hora de definir a planta de casa: orientação solar e a paisagem externa, o entorno do terreno.

Planta de Casa e Orientação Solar

Você já deve ter escutado alguma vez na sua vida alguém dizer assim: imóveis com face leste ou norte são melhores. E o que isso quer dizer?

Quer dizer que os ambientes que possuem janelas a leste vão receber o sol da manhã, que é ideal para que o seu quarto seja saudável, essa irradiação solar ajuda a combater mofos e bactérias que são prejudiciais à saúde das pessoas.

Já na posição norte os ambientes recebem luz durante todo o dia, o sol nasce a leste e se põe a oeste, inclinado para o norte (no caso do Brasil). A orientação norte é favorável em regiões frias e desfavorável em regiões quentes do Brasil.

Só que tem uns parênteses bem grande sobre a orientação solar, em um projeto de casa existem inúmeras possibilidades para posicionar as janelas, para o norte, sul, leste e oeste. Tudo vai depender do projeto arquitetônico do arquiteto e da necessidade do cliente.

Digamos que um terreno em Curitiba (frio) tenha face sul na parte da frente do terreno e norte nos fundos. Ao projetar a planta da casa o arquiteto pode manter os quartos voltados para o fundo do terreno, com iluminação natural norte, ou ainda posicionar os quartos para leste, que seria a orientação ideal. Claro que vai depender do tipo do terreno, da planta desenvolvida pelo arquiteto e das soluções para controle térmico.

A orientação dos ventos dominantes também é outro fator a ser estudado pelo profissional de arquitetura ao projetar uma residência

Posso ajudar?