6 Gazebos para você se inspirar

6 Gazebos para você se inspirar

por gelker | set 8, 2019 | Arquitetura

gazebo

Se você esta buscando construir um Gazebo na sua área de lazer se inspire em novas e criativos modelo e tire o máximo proveito do seu mirante? Os melhores gazebos podem vir com uma variedade de recursos diferentes e, na verdade, oferecem um espaço incrivelmente flexível para você e sua família.

 Veja modelo de visual moderno, clássico ou incorporar desenhos e lembranças de suas viagens, os gazebos são uma tela em branco.

 Eles podem ser funcionais dinâmicos e divertidos, como nossa lista de inspirações demonstra perfeitamente. Essas imagens podem até mostrar como escolher o melhor gazebo para o seu próprio espaço individual.

 Os guarda-sóis de jardim são uma segunda opção próxima aos gazebos, que são perfeitos se você quiser uma área coberta perto de casa. Gazebos oferecem mais liberdade para se movimentar.

Nº 1 que sonha acordado
Se você gosta do ar livre, por que não utilizar o seu mirante como um lugar protegido para se reclinar e se divertir.

Este design incrível pode ter os lados abertos ou fechados através de cortinas e é um ótimo espaço para ler, relaxar e sonhar acordado em um dia ensolarado, sem ter que se preocupar com queimaduras solares.

Uma grande edição para qualquer jardim bem cuidado, e projetado.

# 2 Cinema-Zebo!
Para todos os amantes de televisão e cinema por aí, este mirante é um sonho tornado realidade, com assentos e móveis confortáveis ​​também.

Assista TV no seu Gazebo

O abrigo e a segurança do mirante significa que você pode ter uma tela grande ao ar livre sem preocupações. Pense em todas aquelas noites e festas incríveis de cinema que você pode ter no verão. Por que não sediar seu próprio mini-festival de cinema?

# 3 ultramodernista
Este design elegante e moderno incorpora madeira de maneira muito inteligente e fica maravilhoso mesmo em um espaço externo menor. O design aberto o torna ideal para socializar e comer ao ar livre ou passar tempo em grandes grupos.

# 4 Verde em todo o lado
Muitos jardins ainda tratam de vegetação para muitos de nós, e isso ainda pode ser o caso quando se instalam gazebos. Este mirante tem plantas por dentro e por fora, além de uma sensação rústica, quase greco-romana, em seu design. A luz quebrada é perfeita para dias ensolarados e relaxantes ao ar livre.

# 5 O cogumelo gigante
Um mirante é uma oportunidade maravilhosa de ser criativo, pois esse design de cogumelo completo com pedras e uma mesa redonda muito sociável oferecem um espaço agradável para sentar e um verdadeiro ponto de conversa. O design significa uma boa quantidade de abrigo também se a chuva chegar.

# 6 Sauna naturak -para lugares e dias frio
Este é outro design simples, mas muito inteligente. Este mirante simplesmente permite que você absorva a natureza sem o risco de a chuva estragar o seu dia.

As cadeiras reclináveis completam o espaço perfeito para passar um casal em uma tarde ensolarada, conquistando um lugar na nossa lista de inspirações.

Conclusão
Você gostou do nosso artigo? Talvez você tenha tomado alguma inspiração para uma redecoração ao ar livre? Sinta-se à vontade para compartilhar isso com qualquer pessoa que você ache útil encontrar essas dicas e deixe um comentário abaixo.

Dr. Google na Arquitetura

Dr. Google na Arquitetura

DR. Google
DR. Google

Dr. Google na arquitetura

É como sempre digo, hoje a importância dos profissionais vai além de termos bons projetos, e sim do suporte e da consultoria que nos precisamos prestar, um exemplo clássico que acontece hoje em dia é quando vamos ao médico e antes disso, já fazermos uma pesquisa, como o Dr. Google, em relação ao assunto que devemos tratar com ele, com a arquitetura acontece uma cosia parecida. Hoje todos nos temos aceso a maravilhosos, projeto na internet.

O importante acaba sendo esse trabalho de ajuste do projeto e de consultoria, cabe ao arquiteto, analisar as referências e entregar um projeto equilibrado, bonito e sem ficar fora da realidade que o cliente pode executar.

Curso Grátis com Certificado NR10

Curso Grátis com Certificado NR10

Vamos falar nesse post sobre a NR10 e, felizmente, hoje há uma maior preocupação em relação à segurança do trabalho, sendo obrigatório as empresas, privadas e públicas, seguirem as Normas Regulamentadoras.

Principalmente relativas à saúde e segurança do trabalho são obrigatórias para todas as empresas privadas e públicas. 

Enfim, todos que possuírem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 

Vale saber que, o não cumprimento de tais normas legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho acarreta ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente.

Por isso, justamente, pensando em minimizar o risco associado a esse tipo de intervenção, já podemos contar com normas a serem seguidas, como a NR10, voltada para Segurança em Instalações e Serviços em Eletricidade.

Para quem não sabe, a NR10 estabelece os requisitos e condições mínimas aos trabalhadores que, direta ou indiretamente, trabalhem em instalações elétricas e serviços com eletricidade. 

A NR10, basicamente, foi criada para implementar medidas de controle e sistemas preventivos, visando garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores.

NR 10 e a Segurança em Eletricidade

Não é de hoje que muitos profissionais que trabalham com instalações elétricas colocam suas vidas em riscos quando não há um maior cuidado com a segurança, básica, necessária para quem trabalha nesse setor.

O fato é que o risco elétrico está presente na vida de milhares de trabalhadores e, por isso, visando garantir a segurança de todos, o Ministério do trabalho criou a NR10, estabelecendo requisitos mínimos para segurança e saúde dos trabalhadores. 

Em relação aos projetos de instalações elétricas a NR10, entre outras coisas, visa:

  • Especificar os dispositivos de desligamento de circuitos que possuam recursos para impedimento de reenergização;
  • Na medida do possível, prever a instalação de dispositivo de seccionamento de ação simultânea, que permita a aplicação de impedimento de reenergização do circuito;
  • Identificar se o espaço é seguro, quanto ao dimensionamento e a localização de seus componentes e as influências externas, quando da operação e da realização de serviços de construção e manutenção;
  • Definir a configuração do esquema de aterramento, a obrigatoriedade ou não da interligação entre o condutor neutro e o de proteção e a conexão à terra das partes condutoras não destinadas à condução da eletricidade;
  • Prever condições para a adoção de aterramento temporário;
  • Ficar à disposição dos trabalhadores autorizados, das autoridades competentes e de outras pessoas autorizadas pela empresa e deve ser mantido atualizado.

 Deveres da empresa:

  • Informar os trabalhadores sobre possíveis riscos a que estão expostos;
  • No caso de ocorrerem acidentes de trabalho envolvendo instalações e serviços em eletricidade, adotar medidas preventivas e corretivas;
  • Promover ações de controle de riscos originados por outrem em suas instalações elétricas, oferecendo imediatamente, se possível, denúncia aos órgãos competentes.

Deveres dos trabalhadores:

  • Sempre Zelar pela própria segurança e saúde, assim como,  de outras pessoas que possam ser afetadas por suas ações ou omissões no trabalho;
  • Assumir a responsabilidade, juntamente com a empresa, do cumprimento das disposições legais e regulamentares, inclusive, nos procedimentos internos de segurança e saúde;
  • No caso de perceber situações que considere de risco para própria segurança e saúde, assim como a de outras pessoas, comunicar, imediatamente, ao responsável pela execução do serviço. 

Melhor Curso Grátis de NR10 com Certificado

Hoje em dia, há maior conscientização em relação à importância de garantir uma segurança maior para quem trabalhe com eletricidade, de uma forma geral. 

Nesse sentido, já existem muitas instituições de ensino oferecendo curso de NR10, a dica, no entanto, é optar por alguma que seja reconhecida, como a Cursos Rápidos Grátis

Que entre outras centenas de cursos, nas mais variadas áreas, oferece o curso grátis de NR10 com certificado.

Então, fica a dica, realize o curso de NR10 grátis com certificado na Cursos Rápidos Grátis.

Descrição do Curso com certificado NR10 grátis

O curso estabelece os requisitos e as condições mínimas da implementação de medidas de controle e sistemas preventivos, garantindo a segurança e a saúde dos trabalhadores que interagem em serviços com eletricidade. 

Aplica-se as fases de geração, transmissão, distribuição e consumo, nas etapas de projeto, construção, montagem, operação, manutenção das instalações elétricas e quaisquer trabalhos realizados nas suas proximidades.

Metodologia de Ensino para o curso de NR10

O curso de NR10 grátis com certificado grátis é aplicado totalmente Online, com o aluno estudando em casa, através de apostilas. 

Ao se sentir apto, o aluno poderá passar por uma avaliação de Múltipla Escolha, contendo 10 questões, sendo que, para ser aprovado precisará alcançar média 6,0. 

E então, só após aprovado, poderá solicitar seu Certificado.

Objetivos do Curso para o curso de NR10

  • Garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores que interagem com instalações e serviços em eletricidade; 
  • Expandir os conceitos dos equipamentos de proteção; 
  • Qualificar a documentação das instalações elétricas; 
  • Apresentar os riscos que envolvem alta tensão.

Validades do Certificado para o curso de NR10

O curso dá direito a um certificado, o qual tem validade em todo o país e pode ser utilizado nas seguintes situações:

  • Comprovação de Conhecimentos da NR10;
  • Reciclagem da NR10;
  • Ascensão de Cargo ou Carreira de Eletricista;
  • Acrescentar no currículo o certificado de NR10 para concorrer as melhores vagas no mercado de trabalho.
Projeto Casa Contemporânea. ​

Casa Contemporânea

Projeto Casa Contemporânea.

Confira seleção com nossos projetos de Casa Contemporânea, residencias lindas e inspiradoras para o seu novo projeto, mostrando que você pode viabilizar e construir a sua residência contemporânea sem pagar mais caro por isso.

Quando você pensa em fachadas de residências contemporâneas modernas, pode ser que você imagine também as fachadas modernas. No real elas têm uma semelhança, já que o estilo de design contemporâneo está conectado ao moderno, mas com dose liberdade nas misturas de volumes e de algumas formas mais completas. O que eles têm em comum é um certo minimalismo e aspecto leve das suas formas, a retirada dos exageros e do uso gratuito das do rebuscado.
Resumindo, sem problemas se você tem essa mistura de estilos ao pensar nas fachadas Contemporâneas e no design contemporâneo e moderno.

O importante e o resultado na beleza e seu gosto na admiração e contemplação do que tem um bom gosto e um visual agradável, com suas linhas bem marcadas uma cor neutra e pontos de textura mais acentuada.

Construir um projeto de uma casa contemporânea é garantir sucesso ao seu investimento, além de ter um imóvel único espetacular e exclusivo e sendo funcional.

Por isso o importante é conhecer modelos bem projetados e que fiquem dentro de cada estilo facilitando a decisão de qual estilo, mas lhe agrada o seu gosto.

Uma das características principais é poder ter um projeto de uma casa contemporânea única e ser os projetos pasteurizados que vimos muito nos anos anteriores, de casas umas iguais a outra.

Com seus volumes sobrepostos emprestaram uma dinâmica no conjunto, normalmente o desenho parte de uma base branca, onde nela vamos esquentando com partes em madeira e revestimento em cerâmica ou placas de concreto volumétrico.

Fizemos ideias traz uma seleção de ideias de doze modelos de projetos de fachadas residenciais contemporâneas maravilhosas, realizados pelo escritório Gelker Ribeiro Arquitetura, do Rio de Janeiro. Os projetos realizados pelos profissionais do escritório são tão espetaculares aos olhos, pois, essa é justamente uma das premissas que rege o compromisso deles com nossos clientes.

Acreditamos no poder de transforma um espaço físico totalmente apropriado e funcional através da arquitetura. Dessa forma, as pessoas que vão aproveitar cada ambiente recebem também a oportunidade de melhorar aspectos da sua vida, de acordo com a proposta dos projetos, seja pessoal ou profissional. Afinal de contas, a casa que você mora exerce forte influência sobre o seu estado de espírito.

As casas em estilo contemporâneo são aquelas em que apresentam na maioria das vezes linhas e formas simples. Não só no trabalho de desenhar da fachada contemporânea, mas também na parte interna da residência, ela é projetada de uma forma diferente as tradicionais. Por isso o contemporâneo na arquitetura é algo que leva o que existe de melhor na atualidade, ao novo, moderno, tecnologia com um desenho único e exclusivo do seu projeto.

Na maior parte destes projetos têm portas de entrada grande, com dobradiças pivotantes, as janelas também são amplas e áreas interiores mais espaçosas, normalmente temos parte da sala com um pé direito alto para ter esse efeito de amplitude. Logo todos os seus ambientem tem uma tendência de serem bastante integrados, com poucas paredes de alvenarias nas áreas de estar e sociais. Um recurso muito usado é quando ocorre uma divisão de ambiente social, como, por exemplo, a área interna com o externo é feita por portas deslizantes de vidro para que haja a ligação visual da parte externa onde temos o jardim.

A fachada contemporânea é um item de grande a importância para caracterizar esse estilo. Ela é vista com grandes aberturas, jogos de volumes sobrepostos e materiais de alta qualidade. É muito comum ver volumes serem ressaltados para fora da fachada moderna com algum acabamento de destaque como painéis em Brises de madeira para que o restante seja em cores suaves e a todos os lados são trabalhos dessa forma, seja por algum material ou alguma abertura.

A área de lazer é vista como um espaço de contemplação e relaxamento, por isso as piscinas ganham que fogem do retangular e ganham com itens como cascatas ou lareiras. O espaço gourmet é com bancadas de pedra e geralmente utilizam poltronas modernas harmonizando com uma mesa ampla e sempre integrada para a sala de estar ou cozinha.

Agora sim, conhecendo a seriedade e entrega com que os profissionais da Gelker Ribeiro Arquitetura trabalham, convidamos você a se encantar com essas doze incríveis fachadas contemporâneas – e modernas – para sonhar com a casa dos seus sonhos.

financiamento construção da caixa

Financiamento de obra pela Caixa.

Financiamento de obra pela Caixa Econômica |
6 PASSOS PARA FINANCIAR A CONSTRUÇÃO DA SUA CASA.

O financiamento de obra pela caixa econômica é uma opção que você tem para construir a sua casa em seu próprio terreno, com a possibilidade de usar o seu FGTS como parte do pagamento.

PERGUNTAS COMUNS SOBRE FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO​

Como funciona o financiamento imobiliário na CAIXA?

O crédito habitacional da Caixa é feito pelo Sistema Financeiro de Habitação – SFH e tem como garantia a alienação fiduciária (ou seja, o imóvel é a própria garantia do empréstimo). O saldo do FGTS pode ser utilizado para o financiamento do imóvel, sendo uma das condições que o trabalhador tenha pelo menos 3 anos de carteira assinada.

Como conseguir um financiamento imobiliário na CAIXA?

Se você já possui um financiamento, confira o que mais a Caixa pode fazer por você. Cartilha de Financiamento. Tire todas as dúvidas sobre como contratar seu financiamento. Construcard. A Caixa financia o material de construção da sua obra com as melhores taxas.

Quais os tipos de financiamento imobiliário na CAIXA?

Na Caixa, você pode financiar a compra de imóveis novos ou usados, terreno + construção ou apenas construção.

Como fazer a simulação de financiamento imobiliário na CAIXA?

A Caixa disponibiliza modalidades de financiamento habitacional com dois fatores de correção diferentes: TR e IPCA. Eles atualizam mensalmente o saldo devedor na data de vencimento das prestações. A modalidade de financiamento habitacional também é oferecida sem correção, ou seja, com uma Taxa Fixa..

Como elaborar um projeto de financiamento imobiliário na CAIXA; ?

Cartilha de Financiamento. Tire todas as dúvidas sobre como contratar seu financiamento. Construcard. A Caixa financia o material de construção da sua obra com as melhores taxas. Consórcio Imobiliário. Compre ou reforme sua casa de forma planejada com a Caixa..

Esse tipo de financiamento é feito pelo Sistema Financeiro de Habitação e tem como garantia a alienação fiduciária, ou seja, o imóvel fica em nome da Caixa Econômica até a quitação total da dívida.

Muitas pessoas querem utilizar esse recurso na hora de construir sua casa, mas ficam em dúvida sobre como fazer e quais são as condições de pagamento, por isso acabam perdendo boas oportunidades.

Quer saber todos os detalhes antes de fazer o financiamento de obra pela caixa econômica? Então veja abaixo os 6 passos para financiar a construção da sua casa.

Financiamento de obra pela caixa econômica: para quem é indicado?

O financiamento de obra pela caixa econômica é diferente do sistema de financiamento da casa própria ou apartamento.

No último caso, a compra é feita do imóvel pronto ou na planta. Situação muito comum nos financiamentos de apartamentos.

Sendo assim, você não tem o direito de escolher o layout do seu imóvel e muito menos poderá construir uma casa de acordo com a realidade e necessidade da sua família.

Portanto, é preciso entender para quem o financiamento de obra pela caixa econômica é indicado e em qual situação ele se encaixa melhor.

Veja abaixo para quais pessoas esse tipo de financiamento é adequada:

  1. 1.Quem já tem um terreno:  se você já tem um terreno, mas ainda não tem todos os recursos financeiros para construir a casa dos seus sonhos, essa pode ser uma excelente saída.
    No entanto, é preciso que a documentação da propriedade esteja totalmente regularizada e no nome de quem vai solicitar o financiamento.
  2. 2.Alguém que financiou um terreno: quem comprou o terreno diretamente em um imobiliária ou loteadora e após pagar uma boa quantidade de parcelas,  quer começar a construir  sua casa.
    Ela pode fazer o financiamento para quitar o saldo devedor e o restante financiar a construção da casa própria.
  3. Quem quer começar do zero: o financiamento de obra pela caixa econômica é indicado também para quem ainda não tem o terreno e pensa financiá-lo juntamente à construção da sua casa.

Esses três perfis são de pessoas que querem obter sua casa própria, mas querem fugir do modelo popular de casas.
Portanto, querem escolher o tipo de imóvel que atenda às necessidades da família e ao mesmo tempo seja uma casa bonita, com um layout diferenciado.

financiamento construção da caixa
financiamento construção da caixa

Quais são os tipos de financiamentos de obra pela caixa econômica

Quem escolhe fazer o financiamento de obra pela caixa econômica precisa conhecer os tipos de financiamentos e as taxas de juros que serão cobradas.

Essa informação é de extrema importância, pois ela ajuda a ter noção de quanto você vai pagar de fato pelo seu imóvel.
Veja abaixo quais são as modalidades de financiamento oferecidos pela caixa econômica.

  • TR;
  • IPCA;
  • Taxa fixa

Elas são atualizadas mensalmente na data do vencimento das prestações.
Para quem não quer ter surpresas, há a opção de adquirir o seu imóvel na modalidade de taxa fixa.

TR

É a abreviação da expressão taxa de referência. As taxas de juros nessa modalidade variam entre 6,50% a 8,50% ao ano.
O saldo devedor atualizado mensalmente e pode ser quitado em até 420 meses.

IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo ou IPCA também é uma forma de financiar a construção da sua casa.
As variações das taxas de juros variam entre o IPCA + 2,95% a IPCA + 4,95% ao ano.
O prazo de pagamento é de até 360 meses para quitação da dívida.

Taxa fixa

Outra forma de conseguir o financiamento de obra pela caixa econômica é pela modalidade de taxa fixa.
Ela é ideal para quem evitar surpresas na hora de pagar as prestações, pois não tem reajuste mensal.
O financiador tem até 360 meses para pagar.

Financiamento de obra pela caixa econômica: em 6 passos

Veja abaixo como fazer o financiamento de obra pela caixa econômica em 6 passos:

  1. Simule o valor

O primeiro passo é fazer a simulação do financiamento. Você pode fazer isso pelo site da Caixa Econômica ou pelo aplicativo do banco.

Se encontrar dificuldades para fazer sozinho, o ideal é procurar um correspondente especializado em financiamento da caixa.

Esse profissional é devidamente habilitado para fazer a simulação de forma correta, com valores e prazos variados, até conseguir encontrar a melhor solução para a sua realidade.
Além disso, você também saberá quanto deverá ter em mãos para dar entrada no financiamento de obra pela caixa.

Quanto maior o valor da entrada, menores serão as taxas de juros e consequentemente o valor das prestações.

  1. Escolha o tipo de construção

Após a simulação você já tem a noção de quanto terá disponível para construir a sua casa.

Portanto, agora é hora de escolher o tipo de construção.
Você precisa escolher o tipo de imóvel que será construído com o valor disponibilizado por meio do financiamento de obra pela caixa.

A menos que você tenha recursos particulares para investir no imóvel.
Para garantir que o seu projeto fique dentro do limite de gastos, o ideal é contratar um profissional.

O arquiteto é o profissional especializado na elaboração de projetos de casas e demais tipos de imóveis.
Ele saberá desenhar a sua casa de acordo com os seus gostos, exigências e necessidades, e ainda fará os devidos cálculos de todos os gastos totais da obra.

Além disso, ele é habilitado para analisar o terreno com suas particularidades e adequar o projeto da casa ao tipo de solo, aproveitando bem todos os espaços.
Ou seja, ao contratar um arquiteto você poderá ter o projeto da casa dos seus sonhos dentro do valor que será disponibilizado pelo financiamento da caixa.

Ter o projeto em mãos com todas as informações detalhadas é muito importante para que a caixa tenha conhecimento da destinação do dinheiro.
Além disso, você não corre o risco de ir morar numa casa estar totalmente concluída.

  1. Contrate um profissional

Embora a maioria das pessoas acredite que um bom profissional para elaborar o projeto da casa que será adquirida por meio do financiamento de obra pela caixa econômica possa ser substituído por projetos pontos, isso não é verdade.

O trabalho de um arquiteto é de extrema importância na elaboração do projeto da casa com todas as particularidades que ele exige.
Ele vai além dos desenhos das paredes e as divisões de cômodos.
É preciso inserir  a parte elétrica do imóvel, assim como a parte hidráulica e cabeamento de fios de internet e telefone.

Quando um projeto é elaborado por um profissional devidamente habilitado, a aprovação da caixa, bem como o registro do imóvel é muito mais rápida.

O arquiteto conhece todas as regras de uso e ocupação do solo, bem como as exigências que devem ser cumpridas para que o imóvel fique dentro das normas e leis.

  1. Regularize seu imóvel

A caixa econômica não vai liberar o crédito para financiamento de imóveis que não estejam devidamente registrados e aprovados pelo município.
Mais uma vez o trabalho de um arquiteto é de extrema importância no processo de regularização do imóvel.
Outro fator importante que merece toda a atenção é a necessidade de que o profissional responsável pelo projeto da obra esteja devidamente registrado Conselho de Arquitetura e Urbanismo – CAU.
Com o projeto em mãos desenhado pelo arquitento, você terá que junto à prefeitura de sua cidade obter os seguintes documentos:

  • Alvará de licenciamento;
  • Licença para a construção da obra;
  1. Obtenção do financiamento

Além de apresentar um projeto devidamente regularizado junto aos órgãos competentes, é preciso comprovar para a caixa econômica quais serão os gastos cobertos pelo financiamento.
Essa comprovação pode ser feita em uma planilha do Excel.
Nela deverá ser descritos todos os materiais que serão utilizados na construção da casa, bem como todos os gastos.

Por exemplo:

Janelas: descrever o tipo de material que irá compor a janela, quantas serão e valor unitário.
Portas: descreva se será de madeira, alumínio, bem como o seu tamanho e quantidade, valor unitário;
Vidro: qual tipo de vidro e qual a metragem será usada, bem como valor unitário.

Esses são alguns exemplos de tudo o que precisa ser apresentado antes de obter o financiamento de obra pela caixa econômica.

É preciso fazer uma espécie de memorial descritivo de todas as despesas, além de apresentar também o cronograma de execução da obra.
Com todos os documentos em mãos você deve procurar a caixa econômica ou um correspondente do banco para entrar concluir o processo de financiamento.

É importante ter em mente que esse processo é bastante burocrático, portanto, essa documentação solicitada é apenas uma parte.
Normalmente nesse processo devem ser apresentados os seguintes documentos:

  • Identidade;
  • CPF;
  • Comprovante de renda principal;
  • Comprovante de rendas secundárias;
  • Certidão de casamento;
  • Documentos do cônjuge, se houver;
  • Documentos dos filhos, se houver;
  • Extrato bancário.

Quando a obtenção do financiamento é feito com um correspondente da caixa, ele contribui para que o processo fique menos estressante.
Com todos os documentos em mãos, ele dá entrada ao processo do financiamento e assim que a caixa liberar, você será comunicado.
Em seguida é preciso assinar o contrato e aguardar o prazo de até 10 dias para a liberação do dinheiro.
No entanto, é necessário ter paciência, pois em alguns casos o tempo pode se estender por até 3 meses.

Porém, a data da assinatura do contrato é a referência para o cronograma da obra.
Portanto, é a partir desse dia, que o tempo de construção da primeira etapa passa a ser contado.

  1. Comece a construir o imóvel

Com o contrato assinado e o dinheiro liberado é hora de começar a construir a casa dos seus sonhos.

É muito importante que o projeto apresentado no ato do financiamento de obra pela caixa, seja devidamente seguido até o final.
Pois a caixa econômica disponibiliza uma equipe de profissionais para fazer visitas periódicas ao local e conferir qualquer irregularidade na obra.
Por isso, a contratação de arquiteto é de extrema importância, pois além de desenhar o melhor projeto para você, ele vai acompanhar a execução da obra.
Veja algumas vantagens de contratar esse profissional para elaborar e acompanhar o projeto de sua obra.

  • Construção de um imóvel de acordo com as suas necessidades;
  • Respeito ao orçamento disponibilizado para construir;
  • Garantia da execução da obra dentro do tempo previsto;
  • Fidelidade ao projeto desenhado;
  • Economia na compra de materiais, evitando comprar além do necessário;
  • Adaptação da imóvel às irregularidades do terreno, quando houver;

Principais dúvidas sobre o financiamento de obra pela caixa econômica

 1)Quanto dinheiro é possível financiar?

Essa é uma dúvida muito comum na hora de solicitar financiamento de obra pela caixa.
 É importante que você saiba que essa modalidade é destinada apenas para quem tem um terreno e deseja construir uma casa do seu jeito.
Para quem deseja comprar uma casa pronta há o financiamento habitacional que se divide em duas categorias.

Veja abaixo quais são elas:

  • Imóvel novo ou usado, ele pode ser casa ou apartamento;
  • Habitação Social dentro do programa Minha Casa, Minha Vida.

Para saber valor que poderá ser disponibilizado é bem simples, mas tenha em mente que é apenas uma simulação.

Para isso, basta acessar o site da Caixa e preencher os dados solicitados e então fazer a simulação.

Essa etapa serve para que você tenha noção de quanto o banco poderá lhe oferecer.
É preciso ter em mente que a caixa não financia todo o valor, portanto, para que a sua casa fique totalmente pronta é necessário a sua participação em dinheiro.

Geralmente o financiamento é de 80% por cento do valor total da obra, portanto, você precisa ter em mãos os 20% correspondentes.
Na hora de liberar o dinheiro é levada em conta uma prestação equivalente a 30% da renda bruta do solicitante.
Portanto, somente esse valor poderá ser comprometido com as prestações a serem pagas.
Sendo assim, sua renda mensal interfere diretamente no valor que será liberado.

2)Quais os critérios exigidos na hora de liberar o financiamento de obra pela caixa

Um dos principais é não ter nenhum tipo de restrição em seu nome junto aos órgãos de proteção ao crédito.
Toda a movimentação que você faz com esse documento, portanto, toda a sua capacidade de pagamento é analisada.

Outra informação importante que também é analisada é o seu score de crédito.

Uma espécie de pontuação que as instituições financeiras levam em conta na hora de conceder qualquer tipo de financiamento.
Quanto mais vezes suas contas são pagas em dia, maior fica seu score e maiores serão as chances de ser aprovado pela caixa.

É importante que você não tenha outros compromissos que comprometam mais que 30% da sua renda mensal, tais como os empréstimos consignados.
Embora isso, não seja uma exigência da caixa, pode influenciar na hora de liberar o crédito, pois somente 30% da renda mensal deve ser pode ser comprometida com as prestações do financiamento de obra pela caixa.

Portanto, outros compromissos podem  impedir a liberação.

3)É possível usar o FGTS para pagar o financiamento de obra pela caixa

Sim. Você pode usar uma parte do saldo do FGTS para quitar uma parte do financiamento.
Para isso é preciso que o trabalhador tenha pelo menos 3 anos de carteira assinada.
Além disso, o imóvel deve estar localizado no mesmo município ou em um município do entorno de onde você mora a mais de 1 ano ou trabalha.

4) Como escolher um arquiteto para elaborar o projeto da minha casa

Para garantir que o projeto seja feito de acordo com as exigências para obter o financiamento de obra pela caixa, bem como dentro das normas exigidas pela lei, a forma mais segura é a contratação de um arquiteto.

Antes de fazer essa escolha verifique algumas informações importantes sobre o profissional. Veja abaixo quais são elas:

  1. Conheça a experiência profissional, para isso peça referências de trabalhos feitos. Visite o seu site para ter acesso a mais detalhes.
  2. Exija a comprovante da regularidade junto ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo;
  3. Converse com pessoas que já contrataram o serviço do profissional para saber seu nível de comprometimento e responsabilidade.

Após ter as respostas acima, marque uma reunião com o arquiteto escolhido e converse sobre o projeto.

Deixe claro quais são as suas exigências, necessidades e desejos.
Lembre-se de firmar um contrato para que ambas as partes tenham segurança.

 

 

Escritório de arquitetura Rio de Janeiro: equipe de arquitetos do escritório Gelker Ribeiro

A equipe do escritório de arquitetura Rio de Janeiro Gelker Ribeiro é composta por profissionais devidamente habilitados e altamente capacitados para elaborar o melhor projeto de construção para a sua casa.
Nosso escritório de arquitetura Rio de Janeiro elabora projetos de arquitetura corporativa,
 

Além de projetos institucionais, salas comerciais, conjuntos comerciais e projetos arquitetônicos de lojas comerciais no Rio de Janeiro.
Trabalhamos também na construção e reformas de casas nos estilos modernos e contemporâneos.
Somos a equipe mais indicada para fazer o projeto de sua casa.
Estamos dispostos a atender as suas necessidades e desejos para transformar o seu espaço em um ambiente belo, moderno e acolhedor.

 

A equipe de profissionais do escritório de arquitetura Rio de Janeiro trabalha com excelência e qualidade por um preço que cabe no seu bolso.
Além da elaboração de projetos de casas, comércios e ambientes corporativos de qualidade, fazemos a gestão completa de sua obra de construção ou reforma acompanhando cada etapa para garantir a fidelidade ao seu orçamento. 

 

Somos profissionais experientes na elaboração e execução de grandes projetos no estilo contemporâneo, por isso garantimos a satisfação do nosso cliente.
Se você está buscando profissionais competentes para elaborar o seu projeto de construção da sua casa para obter o financiamento de obra pela caixa, entre em contato hoje mesmo pelo telefone (21) 979449-6666. (whats app).

Somos especialistas em projetos de casa moderna, os projetos elaborados pelo escritório de arquitetura Rio de Janeiro, podem ser executados com total garantia de resultados satisfatórios.

Conclusão

O financiamento de obra pela caixa é a oportunidade que você precisa para construir a casa dos seus sonhos sem precisar esperar anos até juntar todo o dinheiro.
Portanto, não perca mais tempo. Faça hoje ainda uma simulação no site da caixa para saber quanto você pode conseguir.
Não se esqueça de contratar um arquiteto para elaborar o projeto adequado da sua casa e que também vai atender as exigências da lei para ser aprovado.

Entre em contato ainda hoje com nosso escritório de Arquitetura Gelker Ribeiro e agende uma reunião.

Teremos prazer em atender você

Decoração para Sala pequena.

decoração para sala pequena

Decoração para Sala pequena.

Os apartamentos e até mesmo as residências estão em tamanhos menores devido a uma realidade de mercado, os quartos, salas cozinhas, estão menores e mais estreitas. Os espaços tornam-se maiores em comprimentos o que torna o desafio planejar essa decoração.
Para criar uma decoração para sala pequena é importante saber onde colocar e princialmente o tamanho das poltronas, sofás, mesas  e cadeiras.

Essa dificuldade é encontrada por minta gente, o arquiteto Gelker Ribeiro Organizou umas dicas para ajudar nesse tipo de projeto.

Projeto arquitetura

10 Dicas para Decoração de uma sala pequena

1 – Para cômodos pequenos sugerimos a escolha de cores claras, que trazem a  sensação de amplitude no espaço e a luz é refletida com mais intensidade. Você pode usar cores, mas evite as cores escuras as escolhas somente uma parede pequena para  dar destaque, e colocar um quadro, ou um par grande, com umas imagens bem claras com bastante branco, com traços ou textos em cor contrastante. Outra opção para o uso de cores é usar em elementos da decoração, como almofadas, por exemplo.

2 – O espelho é um elemento coringa na decoração de um espaço pequeno e estreito, refletem muito a luz e criam profundidade, acabamos temos a impressão que dobramos o espaço. Poder ser usado um espelho liso e grande os espelhos que são tipos uma escultura formada por vários pequenos pedações de espelhos, ou até mesmo uma grande peça desenhada.

3 – Cuidado com o exagero de elemento para espaços pequenos, prefira dar destaque a pouco elemento, mas que tenham destaquem, senão seu espaço  ficara poluído e carregado, passando a sensação de uma sala menor.

4 – A escolha dos moveis é um item muito importante na escolha dos moveis e deve ser feita de modo consciente. Temos opções de sofás de uma única peça que fogem do modelo antigo formado por conjunto de sofás poltronas normalmente do mesmo modelo e da mesma cor.

5 – Uma opção muito boa é o uso de sofás retrateis, esse não ocupam muito espaços quando recolhidos e tem uma dinâmica de conforto maior para toda a família.

6 – Uma ótima opção são moveis sob medida, funcionam super bem, para ambiente de pouco espaço, já que são desenhados para um local específico, aproveitando o máximo a sua utilidade podendo escolher o melhor acabamento, como isso temos uma decoração para uma sala pequena onde aproveitamos cada espaço.

7 – Pendure a Televisão na parede, hoje temos os mais variados suporte para as tvs, inclusive os moveis que podemos gira-las para qualquer lado. O painel da TV, ajuda a esconder os fios. Mas lembre de não carregar nas texturas.

8 – Móveis sob medida são sempre uma ótima opção para quem não tem muito espaço, pois, eles se encaixa perfeitamente disponível. Para valorizar o ambiente, escolha peça com acabamento diferenciado e de ótima qualidade. E, como o intuito é fazer a decoração para sala pequena economizando espaço.

9 – Um cuidado grande em que devemos ter é em relação às janelas, estas devem estar livre de obstáculos que garantam a circulação de ar e a entrada da luz natural, tornado o ambiente com um conforto térmico agradável. Uma dica importante é utilizar cortinas  ou persianas de forma bem leve.

10 – Salas compridas e pequenas acabam tendo um espaço qual acaba ficando não utilizado, uma boa dica é usar mesas de jantar redondas, com isso conseguimos ter uma melhor circulação nos espaços, ou uma outra  opção em relação mesa de jantar é encostar algum lado na parede, desta forma perde-se um lugar, mas de fizermos uma composição da mesa com a parede ficará bem elegante.

Aproveite essas dicas de decoração para sala pequena, para começar o criar o seu projeto!

Planta para o escritório corporativo

Arquitetura Plantas Casas

Você sabe como escolher planta de casa que se adeque a legislação do seu município? Então hoje você conhecer um pouco mais sobre parâmetros de zoneamento, uso e ocupação do solo e ainda conferir diversos modelos de plantas de casas de quedas para diferentes tipos de terrenos.

Plantas de Casas – Os Parâmetros de Uso e Ocupação do Solo

Antes mesmo de construir ou ainda de fazer o projeto de casa é preciso conhecer os parâmetros de uso e ocupação do solo, são leis que determinam a viabilidade de construção no terreno segundo critérios municipais, estaduais e até nacionais.

Esses parâmetros estabelecem, por exemplo, qual o afastamento frontal e lateral dos projetos de casas, qual a distância mínima para poder colocar uma abertura no projeto, quantos andares se pode construir e até qual a proporção do terreno se pode ocupar.

Você encontra esses parâmetros na guia amarela do seu terreno, lá vai ter as indicações de todos esses parâmetros bem como o tipo de construção permitida.

Além desses parâmetros é preciso atender as normas técnicas construtivas, aquelas NBR e NB, que garantem que o projeto seja adequado para o uso humano.

Plantas de Casas –  O Terreno

As plantas de casa são definidas com base na análise dos parâmetros do terreno, assim é possível estabelecer quantos andares podem ser construídos, qual a metragem máxima da casa e muitas vezes isso acaba condicionando até os modelos de casas.

Por exemplo, se o terreno é estreito e profundo (retangular), mas é possível construir mais pavimentos ao invés de projetar uma planta de casa térrea a melhor opção para aumentar a área construída seria uma planta de casa duplex, tríplex ou ainda quadriplex.

Claro que uma casa com mais de quatro andares já vai exigir um elevador para facilitar o deslocamento.

Agora, imagine o contrário, um imenso terreno quadrado, uma planta de casa comprida não se adequaria ao terreno, ficaria perdida no meio do lote. Neste caso uma planta de casa térrea poderia ser uma opção para ocupar melhor o espaço disponível.

Planta do pavimento superior da Casa SN, em Londrina no Paraná. Projeto do Studio Guilherme Torres.

Ou ainda, o arquiteto poderia projetar uma casa de 2 andares com um pátio interno, para ganhar mais iluminação e ventilação natural.

Outra questão importante ao definir a planta de casas é o desnível do terreno, claro que é mais fácil projetar em terrenos planos, mas quando o terreno é inclinado, seja um declive ou aclive, é possível encontrar soluções arquitetônicas bem bacanas para o projeto.

Às vezes um terreno irregular possibilita vantagens como vistas privilegiadas, ou ainda um ganho maior de privacidade.

Se você já tem um terreno não tem problema, mas se ainda não tem e pretende adquirir para construir a sua casa, uma dica valiosa é contratar o arquiteto e pedir assessoria para escolher o terreno. Ele pode te orientar sobre qual o melhor tipo de terreno de acordo com a sua expectativa de projeto.

Considerando fatores como a orientação solar, a ventilação urbana, as soluções para amenizar o ruído urbano e várias outras questões que envolvem a escolha do terreno e que um corretor de imóveis não analisa para você.

Mas, se já tem um terreno o arquiteto pode definir junto com você onde setorizar cada ambiente da sua casa de acordo com a orientação solar e de acordo com as vistas da paisagem externa.

Estes são dois fatores bem importantes na hora de definir a planta de casa: orientação solar e a paisagem externa, o entorno do terreno.

Planta de Casa e Orientação Solar

Você já deve ter escutado alguma vez na sua vida alguém dizer assim: imóveis com face leste ou norte são melhores. E o que isso quer dizer?

Quer dizer que os ambientes que possuem janelas a leste vão receber o sol da manhã, que é ideal para que o seu quarto seja saudável, essa irradiação solar ajuda a combater mofos e bactérias que são prejudiciais à saúde das pessoas.

Já na posição norte os ambientes recebem luz durante todo o dia, o sol nasce a leste e se põe a oeste, inclinado para o norte (no caso do Brasil). A orientação norte é favorável em regiões frias e desfavorável em regiões quentes do Brasil.

Só que tem uns parênteses bem grande sobre a orientação solar, em um projeto de casa existem inúmeras possibilidades para posicionar as janelas, para o norte, sul, leste e oeste. Tudo vai depender do projeto arquitetônico do arquiteto e da necessidade do cliente.

Digamos que um terreno em Curitiba (frio) tenha face sul na parte da frente do terreno e norte nos fundos. Ao projetar a planta da casa o arquiteto pode manter os quartos voltados para o fundo do terreno, com iluminação natural norte, ou ainda posicionar os quartos para leste, que seria a orientação ideal. Claro que vai depender do tipo do terreno, da planta desenvolvida pelo arquiteto e das soluções para controle térmico.

A orientação dos ventos dominantes também é outro fator a ser estudado pelo profissional de arquitetura ao projetar uma residência

Gelker

Realidade virtual em projetos de arquitetura

[et_pb_section fb_built=”1″ _builder_version=”3.0.47″][et_pb_row _builder_version=”3.0.48″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”][et_pb_column type=”4_4″ _builder_version=”3.0.47″ parallax=”off” parallax_method=”on”][et_pb_text _builder_version=”3.0.74″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”]

Realidade virtual em projetos de arquitetura

Na Gelker Ribeiro Arquitetura .com, somos um escritório de arquitetura em que estamos sempre inovando na apresentação dos nossos projetos.

Estamos usando óculos de realidade virtual, também chamado de VR, uma verdadeira experiência incrível em imersão no espaço projetado com tecnologia 3D em 360 graus.

​Já imaginou estando dentro da sua sala sem antes de estar construída? Com os seus móveis, sua iluminação, cores das paredes, revestimentos reais. Com esse recurso tecnológico para apresentação de projetos de design de interiores, você terá uma incrível percepção muito próxima a realidade e em tempo real e tridimensional.

​Somente os melhores arquitetos do Rio de Janeiro trabalham com essa tecnologia, seja em novos projetos ou na reforma de espaços de interiores. Hoje a apresentação em Maquete 3d já se tornou usual uma realidade para todos escritórios de arquitetura.

​Venha sentir essa experiência única de se sentir em casa antes de estar pronta!

 
[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Posso ajudar?